Skip to content

Que parada é essa?

05/07/2009
tags: ,

Diz-se que as paradas do orgulho gay surgiram com um ato, em 1996, “na Praça Roosevelt, em São Paulo, que reuniu cerca de 300 pessoas. Grande parte delas eram travestis e drag queens.
No ano seguinte, a manifestação juntou 2 mil pessoas e, já no formato de passeata, desfilou pelas ruas paulistanas festejando e reivindicando maior respeito para a comunidade LGBT” (segundo o site: http://www.toputo.com.br).

A Parada Gay de São Paulo, este ano, reuniu 3 milhões de cidadãos, segundo a Polícia Militar, sendo 300 mil deles, turistas. O governo do estado apoia completamente, visto que o evento só não traz mais lucro que o GP Brasil.

A pergunta é: será que o combate à homofobia estimulado pelo governo paulista e por tantos outros que se unem em apoio às paradas pelo mundo todo são realmente em prol da igualdade de direitos ou pelo lucro advindo de um público, em geral, financeiramente estável e, portanto, “gerador de dividendos”?

Outra questão é quanto ao próprio público que frequenta as Paradas Gays. Quais serão, de fato, as grandes motivações para ir ao evento e quem aproveita a oportunidade para realmente reivindicar direitos e expor as questões referentes à comnidade LGBT? Como organizadores e participante tem lidado com a importância social daquele momento, daquele dia, para a visibilidade do segmento?

A equipe da Nuance conta com você pra fechar esse debate, deixe aqui sua opinião!

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: