Skip to content

Mutirão da União Estável Homoafetiva oficializou 25 casais

01/09/2011

O amor em todas as suas cores e sem qualquer tipo de discriminação foi celebrado ontem à tarde em Fortaleza, quando casais homoafetivos oficializaram suas uniões estáveis numa cerimônia coletiva na Cidade da Criança, no Centro. O mutirão promovido pela Coordenadoria da Diversidade Sexual da Secretaria de Direitos Humanos de Fortaleza, por meio do Centro de Referência LGBT Janaína Dutra, contou com a parceria da Defensoria Pública Geral do Estado e reuniu 25 casais.

Defensores públicos atenderam os casais no local, recebendo a documentação exigida e orientando juridicamente os noivos. Todos deixaram o local com um contrato assinado por ambas as partes e com um pedido de reconhecimento para ingressar no Judiciário com uma ação declaratória de União Estável Homoafetiva, a fim de garantir direitos aos companheiros. Conforme o defensor público Adriano Campos, presidente da associação da categoria, nove profissionais participaram do mutirão objetivando promover direitos humanos dando dignidade as famílias.

As comerciantes Fátima Ribeiro, 44, e Isabel Núbia Teixeira, 47, já viviam juntas há 22 anos e disseram “estar realizando um sonho”. Além de manter o vínculo afetivo, as duas disseram que queriam uma garantia de que os bens adquiridos com o trabalho de ambas fiquem assegurados ao casal. Elas tiveram como testemunhas a cabeleireira Joacema Saraiva, 51, e a vendedora Rejane Medeiros, 41, que estão juntas há dois anos e oficializaram a união em cartório há seis meses.

Francisco das Chagas de Sousa Mesquita, 36, cozinheiro, e Paulo Sérgio Rodrigues da Silva, 23, servidor público, convivendo há cinco anos juntos, disseram que o momento foi muito esperado e que o dia era só felicidade.

Também Lúcia Costa, mãe do artesão Eduardo Costa, 19, disse estar satisfeita pelo filho ter oficializado a união de três anos com Bárbara, que é travesti. O auxiliar administrativo Leonardo Praxedes, primeiro do Ceará a oficializar uma união estável com o companheiro, esteve na festa parabenizando os casais. Orlaneudo Lima, coordenador da Diversidade Sexual, disse que ali estava o resultado de uma luta de mais de 20 anos.

 

Fonte: Jornal O Povo

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: